Registro brasileiro do 1º milagre atribuído ao Pe. Antônio Maria

Confesso que não sou um católico fervoroso, mas quero aqui deixar o meu testemunho de um fato ocorrido comigo. Por quase uma década tive inúmeras internações hospitalares devidas a intensas dores abdominais que eram diagnosticadas como sendo decorrentes de cálculos nos meus rins. São incontáveis as internações que duravam dias e até semanas nos hospitais de Araçuaí, Teofilio Otoni e até em Belo Horizonte. As minhas dores eram tão intensas que por várias vezes estouraram  vasos sanguino em mim, e em um deles fez com quê eu tenha perdido um pouco da visão em um dos meus olhos, e no último dia em que isso ocorreu, o vaso sanguíneo estourou em minha garganta, neste dia eu estava internado no Hospital Santa Rosália em Teofilio Otoni, a minha pressão arterial aumentou bastante, muitos vômitos e dores, estava sendo medicado com Dolandina e plasil, e os enfermeiros que atendiam no setor, vendo o estado em que mim encontravam chamaram o médico que era responsável por mim ali, o Dr. Arthur, e ele disse que não poderia entrar com mais medicação, já estava no limite, que o único jeito era eu suportar as dores.  Recordo que quando eu sentia as crises e que as dores acabavam eu ainda ficava por vários dias caminhado com dificuldade, com a sensação de estar carregando um peso no abdome, porém neste dia as dores sessaram e eu fiquei como uma pessoa normal, que não sentia ou sentiu nada, eu já poderia ter uma alta hospitalar imediata da forma em que fiquei.

Passados cerca de meia hora, a minha esposa Sara chamou no telefone para saber como estava, e eu relatei o que ocorreu comigo, falei que foi o pior dia que vivi em um hospital depois de muitas internações, que tive muitos vômitos, que estourou um vaso em minha garganta, enfim, achei que ali eu estava chegando ao fim. Nisto ela perguntou; Que horas foi isso?  respondi que tinha cerca de meia hora a quarenta minutos mais ou menos. Então ela disse: “Você não vai sentir isto mais não, já sei o quê aconteceu, tem cerca de meia hora à quarenta minutos (mais ou menos) que o Pe. Antônio Maria estava em um programa na TV Século 21, lá estava o Pe. Antônio Maria e ele disse que iria cantar uma musica, e que aquela musica que iria cantar,ele à oferecer para aqueles que estava sentindo muita dor naquele momento, e, que realmente precisava da cura. Ouvindo estas palavras do Pe. Antônio Maria, ela (Sara) ajoelhou-se diante da televisão, e, enquanto o Padre Antônio Maria cantava a musica “cura senhor“, ela pediu a interseção do Padre em meu favor.”

Hoje já se passaram mais de dez anos sem sentir uma única crise, nem voltei mais aos hospitais por causa dos rins. Os médicos alegavam que o meu organismo tinha facilidade de criar cálculos nos rins. Realmente é um milagre para uma pessoa  com um histórico de várias dezenas de internações, e, que o muito que ficava sem ir ao hospital era em torno de três  ou quatro meses,  e sendo aquela a minha última internação só tenho a agradecer e dizer que foi um verdadeiro milagre, e este atribuo ao Padre Antônio Maria.

Anúncios
Esse post foi publicado em cultura, https://edivaldopego.wordpress.com/, https://edivaldopego.wordpress.com/wp-admin/post.php?post=99&action=edit, Religião, saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s